PRÓXIMAS ASSEMBLEIAS - CONFIRA AS DATAS
CADASTRE SEU WHATSAPP, RECEBA AS NOTÍCIAS SMC

Notícias

Imagem

Energia limpa! Com usinas solares, SMC já produz toda a energia elétrica que consome

Como resultado de uma forte política de preservação ambiental e contra o desperdício, o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC) investiu nos últimos anos em duas usinas de energia solares que hoje já atendem toda a demanda de energia elétrica das suas sedes. Ação que contribui não só financeiramente, aliviando a conta de luz e o bolso dos sócios, mas principalmente na preservação do nosso planeta para as gerações futuras. 

Atualmente as duas usinas solares do SMC ficam em São José dos Pinhais, mas fornecem energua para todas as sedes do Sindicato. 

A primeira foi inaugurada ainda em 2016, nos telhados da subsede de São José dos Pinhais. Com 73 placas painéis solares em atividade, são produzidos 23.652 Kwh por ano de energia. 

Usina solar no MetalClube de Campo, em São José dos PinhaisA segunda usina é mais recente, localizada no MetalClube de Campo, em São José dos Pinhais, ela foi inagurada no ano passado e conta com 850 painéis, sendo capaz de produzir 316.404 Kwh por ano de energia totalmente limpa. 

Juntas, as usinas produzem energia que seria suficiente para abastecer cerca de 200 casas populares e que hoje tornam o SMC autosuficiente. 

“Essas usinas fazem parte de uma bandeira que a gente sempre levantou, que é a da preservação do meio ambiente para que a nossas próximas gerações possam ter um futuro mais digno. A gente vem colocando esse tipo de projeto em prática há algum tempo e tem visto que os resultados são os melhores possíveis. Primeiro pela questão ambiental, segundo pela economia que gera nas contas do Sindicato e, consequentemente no bolso dos nossos sócios”, explica Sérgio Butka, presidente do SMC.

Outros projetos

Além da produção de energia limpa, o Sindicato ainda conta com outros projetos de preservação ambiental. É o caso, por exemplo, do sistema de reaproveitamento da água da chuva na Nova Sede do Sindicato (Av. Presidente Getúlio Vargas, 3692), que também resulta em uma boa economia na contas do Sindicato e ainda contribui com a preservação de mais um recurso natural.

Comente esta notícia

Desenvolvido por Agência Confraria