Portal SMCCARD | Acesse aqui

Notícias > Mínimo regional

Imagem

FORÇA PARANÁ E DEMAIS CENTRAIS FECHAM COM O GOVERNO A REGRA PARA REAJUSTE DO PISO REGIONAL 2021

Reunidos na última terça (24), no Palácio do Governo,  a  Força Paraná e as demais Centrais Sindicais, com o apoio do DIEESE,  fecharam com o governo e o patronal a regra  para o reajuste  do Piso Regional 2021.  O piso será reajustado levando em consideração o mesmo índice aplicado para reajuste do Salário Mínimo Nacional para 2021, acrescido do índice de  0,55%, o que representa 50% do resultado do PIB de 2019 e que pode  garantir aumento real. O reajuste será aplicado para o período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2021. 


“Depois de várias reuniões, conseguimos estabelecer essa regra que, dependendo do índice de reajuste do mínimo nacional, vai até garantir aumento real mantendo o piso do Paraná como o maior do Brasil, o que é uma grande conquista para os trabalhadores do estado, levando em conta o contexto atual”, diz o presidente da Força Paraná, Sérgio Butka.

A regra foi definida pelo Grupo de Trabalho Permanente formado para discutir o piso e do qual fazem parte as Centrais, o governo e o patronal. Quem representou a Força foi o diretor Paulo Pissinini. Para entrar em vigor, o projeto  deve ser aprovado pela Assembleia Legislativa. O governo já iniciou os trâmites para enviar o projeto o quanto antes para a casa de leis. 

Maior do Brasil
Desde que foi instituído em 2005, pelo governador Roberto Requião, e devido à luta das Centrais, o piso regional do estado sempre tem se mantido entre os maiores do país.  Divido em quatro faixas salariais o piso atualmente tem os seguintes valores:

 – Grupo I – R$ 1.383,80 (5,89%);

 – Grupo II – R$ 1.436,60 (6,01%); 

 – Grupo II – R$ 1.487,20 (5,96%); 

 – Grupo IV – R$ 1.599,40 (5,98%).

Categorias:

Comente esta notícia

Desenvolvido por Agência Confraria