100 anos de luta - Histórias dos Metalúrgicos da Grande Curitiba

Notícias > Notícias do dia

Imagem

Greve dos aeronautas é suspensa após negociações com participação do MPT

Brasília – Os aeronautas aprovaram neste sábado (27) proposta apresentada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) para renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da aviação regular e suspenderam greve prevista para iniciar nesta segunda-feira (29). As negociações contaram com a participação do Ministério Público do Trabalho (MPT).

A proposta do TST aprovada pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) traz os seguintes pontos:

- 75% de reajuste do INPC sobre o salário fixo;

- 75% de reajuste do INPC sobre o salário variável;

- 100% de reajuste do INPC sobre as diárias e sobre o vale-alimentação;

- 75% de reajuste do INPC sobre o teto do vale-alimentação;

- 25% de reajuste do INPC acrescidos aos 75% já concedidos, a partir de maio/2022, como antecipação para ser compensada na próxima data base, em 2023.

O MPT participou das tratativas por meio de audiências sempre com o intuito de promover a conciliação entre aeronautas e os seus empregadores. Atuaram na negociação junto ao TST os subprocuradores-gerais do Trabalho Luiz da Silva Flores e Francisco Gerson Marques de Lima. A conciliação também contou com o apoio do procurador-geral do Trabalho, José de Lima Ramos Pereira, bem como do coordenador de Promoção da Liberdade Sindical e do Diálogo Social (Conalis) do MPT, Ronaldo Lima dos Santos, e do vice-coordenador nacional da Conalis, Jefferson Luiz Maciel.

Fonte:MTP

Categorias:

Comente esta notícia

código captcha
Desenvolvido por Agência Confraria

O Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC) utiliza alguns cookies de terceiros e está em conformidade com a LGPD (Lei nº 13.709/2018).

CLIQUE AQUI e saiba mais sobre o tratamento de dados feito pelo SMC. Nessa página, você tem acesso às atualizações sobre proteção de dados no âmbito do SMC bem como às íntegras de nossa Política de Privacidade e de nossa Política de Cookies.