Portal SMCCARD | Acesse aqui

Notícias > #mexeucomummexeucomtodos

Imagem

Ônibus vazios e greve dos trabalhadores da Renault chega ao 15º dia

Sem nenhuma proposta por parte da empresa, a greve dos metalúrgicos da Renault chegou hoje ao 15º dia de paralisação. Os metalúrgicos reivindicam que a empresa suspenda as demissões dos 747 trabalhadores e aceite sentar para negociar e encontrar uma solução. Inclusive, esta é a reivindicação não só dos trabalhadores, como também já foi proposta pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), pelo governo e por alguns deputados estaduais e federais. A empresa radicaliza e mantêm uma postura intransigente, diferente da imagem que tenta passar a sociedade em suas propagandas. Dessa forma, os trabalhadores permanecem com o movimento.

747 trabalhadores demitidos
No último dia 21 de julho, a Renault demitiu 747 trabalhadores, uma boa parte com problemas de saúde. As demissões foram uma retaliação contra o posicionamento contrário dos trabalhadores que rejeitaram em assembleia, no dia 17 de julho, há uma proposta de PDV sem prazos e nenhuma garantia de manutenção dos demais empregos, além da terceirização de postos de trabalho.

A unidade brasileira da Renault empregava até o dia 21 de julho 7.300 trabalhadores que produzem os modelos Sandero Stepway, Logan, Kwid, Duster, Oroch, Master e Captour. A fábrica ainda conta com uma unidade de motores e injeção de alumínio.

Veja as fotos dessa notícia

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Comente esta notícia

Desenvolvido por Agência Confraria